Inspiração Fotográfica: Sebastião Salgado!

Oi gente!

Hoje venho falar sobre inspiração fotográfica com o mestre Sebastião Salgado!

IMG_3059

Conhecia o trabalho deste fotógrafo maravilhoso pela mídia, mas foi em agosto de 2014 que tive o prazer de visitar a exposição fotográfica “Gênesis”, no SESC de Taubaté e fiquei ainda mais encantada por suas fotos e todo o seu trabalho!

Depois da exposição fiquei curiosa para conhecê-lo um pouco mais e comprei o livro: “Da minha terra à Terra”, de Isabelle Francq, Editora Paralela, 2013 – um livro simplesmente delicioso, que conta toda a sua trajetória de vida!

SS Salgado

Sebastião Salgado é brasileiro, nascido em 1944 em uma pequena cidade do interior de Minas Gerais, Aimorés; tornou-se mundialmente conhecido ao decidir trocar a Economia pela Fotografia! Sim, no início dos anos 70 – quando quase ninguém ainda falava sobre fotografia, ele, com o apoio da esposa Lélia W. Salgado, decidiu largar um emprego estável e com excelente salário para sair pelo mundo fotografando o homem e o mundo ao seu redor.

salgado

Registrou tudo o que via, das piores misérias humanas, passando por grandes catástrofes até o mais belo e remoto mundo animal.

Ele começa o livro com uma frase que considero marcante:

Quem não gosta de esperar não pode ser fotógrafo” – pág. 9.

salgado007

A seguir alguns trechos do livro:

Muitos dizem que os fotógrafos são caçadores de imagens. É verdade, somos como os caçadores que passam muito tempo à espreita da caça…”. “...é preciso ter paciência para esperar o que vai acontecer. Pois algo vai acontecer, …”. “É preciso descobrir o prazer da paciência” – pág.10.

sebasti__o_salgado_abc-128223

Todas as minhas fotos correspondem a momentos intensamente vividos por mim”. “Como todos os fotógrafos, fotografo em função de mim mesmo, daquilo que me passa pela cabeça, daquilo que estou vivendo e pensando” – pág.47.

SS 01020128767000

Para tirar boas fotos, é preciso sentir muito prazer”.

“Colocando-se num estado de total integração com aquilo que o cerca, o fotógrafo sabe que assistirá a algo inesperado. Quando ele se funde com a paisagem, com o lugar, a construção da imagem acaba vindo à tona diante de seus olhos. Mas, para conseguir vê-la, ele precisa fazer parte do fenômeno”.

“Em dado momento, todos os elementos estão interligados: as pessoas, o vento, a árvore, o fundo, a luz” – pág. 49/50.

SSsalgado-man

“Nenhuma foto, sozinha, pode mudar o que quer que seja na pobreza do mundo. No entanto, somadas a textos, a filmes e a toda a ação das organizações humanitárias e ambientais, minhas imagens fazem parte de um movimento mais amplo de denuncia da violência, da exclusão ou da problemática ecológica” – pág.56.

SS23

“A fotografia é uma escrita tão forte porque pode ser lida em todo o mundo sem tradução” – pág.58.

“… a fotografia é a minha linguagem. O fotografo esta ali para ficar quieto, quaisquer que sejam as situações, ele esta ali para ver e fotografar. É através da fotografia que trabalho, que me expresso. É através dela que vivo”.

“Ninguém tem o direito de se proteger das tragédias de seu tempo, porque somos todos responsáveis, de certo modo, pelo que acontece na sociedade em que escolhemos viver”.

Deveríamos todos admitir que a sociedade de consumo da qual participamos explora e pauperiza enormemente os habitantes do planeta” – pag.93.

SS6-Sebastiao-Salgado1

“Não são os fotógrafos que criam as catástrofes, elas são os sintomas da disfunção do mundo do qual todos participamos. Os fotógrafos existem para servir de espelho, como os jornalistas”.

“Minhas fotos foram tiradas porque pensei que o mundo inteiro devia saber. É meu ponto de vista, mas não obrigo ninguém a vê-las. Meu objetivo não é dar uma lição a ninguém nem tranquilizar minha consciência por ter despertado algum sentimento de compaixão em outrem. Fiz essas imagens porque eu tinha uma obrigação moral, ética, de faze-las” pag.94.

https://i1.wp.com/www.amazonasimages.com/doc/contenu/AMERIQUE%20LATINE/portfolio/1/01.jpg

“Não preciso do verde para mostrar as árvores, nem do azul para mostrar o mar ou o céu. A cor pouco me interessa na fotografia”. … “Com o filme em preto e branco era possível fazer superexposições e depois recuperar as fotografias em laboratório, até chegar exatamente ao que sentíramos no momento do clique” pag. 127.

“…tanto multiplicamos os bens materiais para tentar nos proteger que acabamos nos esquecendo de viver. Não olhamos mais para a natureza e para os outros, nos separamos de nossa comunidade. Isso me preocupa muito. Fico apreensivo de ver que quase todas as tecnologias, no fim das contas, acabam nos isolando” pag. 133.

“Minha fotografia não é uma militância, não é uma profissão. É minha vida. Adoro a fotografia, fotografar, estar com a câmera na mão, olhar pelo visor, brincar com a luz. … Minha fotografia é tudo isso, e não posso dizer que são decisões racionais que me levaram a olhar para isto ou aquilo. É algo que vem de dentro de mim. O desejo de fotografar está constantemente me levando a recomeçar” pág. 146.

SS das-salz-der-erde5-thumb-920x613-107885

No início, Lélia e eu não tínhamos muito dinheiro, não era fácil. Mas eu não sentia falta da carreira de economista à qual havia renunciado. Com o passar dos anos, isso não mudou, continuo amando profundamente a fotografia, o enquadramento da câmera. Além disso, a fotografia sempre me permitiu seguir o fluxo da história” – pág. 48.

Alguns trabalhos fotográficos de Sebastião Salgado: Gênesis, Café, Polio, Exôdos, Retratos, Trabalhadores, Shael e América Latina.

Livro: Sebastião Salgado – Da minha terra à Terra, de Isabelle Francq, Editora Paralela, 2013.

Site: http://www.amazonasimages.com/accueil

Documentário: “Sal da Terra”, conta a vida do fotógrafo.

Fica a dica de uma deliciosa leitura, com lindas lições de fotografia e preocupação com o mundo!

Beijos e até o próximo post.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: